Bomba Retorno РOceanRunner 3500 (Português)

Uma peça fundamental num aquário de recife é a bomba de retorno que faz circular a água entre a Sump e o aquário principal. Este é um equipamento critico porque regra geral funciona 24h/dia e 365dias/ano e ao mesmo tempo tem um papel importantíssimo na circulação da água dentro do aquário, na sua oxigenação e em fazer passar a água pela Sump que consequentemente possui, escumador, refugio, filter bag, sistema UV, aquecedores, entre toda a parnafernália de equipamentos possíveis e imaginários que são retirados do aquário principal para ficarem escondidos na Sump e e assim não estragar a estética do recife.

No caso deste aqu√°rio optei por uma Aqua Medica Ocean Runner 3500 que se caracteriza fundamentalmente por ter um caudal m√°ximo de 3500 l/h, ter um consumo de 65W e de ser de uma marca bastante conceituada para pelo menos garantir minimamente alguma fiabilidade.

As suas características podem ser visualizadas aqui em maior detalhe:

De notar que o consumo apesar de um pouco elevado, permite que a bomba tenha muita potencia e perca pouco caudal com a altura. A bomba tem que puxar a √°gua da Sump at√© ao aqu√°rio com algumas curvas em PVC pelo meio portanto √© expect√°vel que a litragem/hora √†¬†sa√≠da¬†no aqu√°rio e no caso desta bomba ande por volta dos 3000l/h. Novamente √© de notar que ela possui uma potencia muito superior √° media daquilo que √© costume encontrar no mercado que normalmente perde bem mais quando a altura a que a bomba tem que puxar a √°gua come√ßa a subir. Portanto tem que existir sempre um compromisso entre o consumo energ√©tico e a potencia da bomba. √Č de notar que esta tem umas dimens√Ķes muito¬†consider√°veis¬†para uma bomba de 3500l/h.

Visit us on

Montagem do aquário (Português)

Após o planeamento do aquário o passo seguinte é planear o setup que vai encaixar no aquário desenhado.

O setup escolhido para esta montagem foi o seguinte:

Como √©¬†poss√≠vel¬†observar o setup este contempla todos os equipamentos necess√°rios para colocar o¬†aqu√°rio¬†a funcionar nas devidas condi√ß√Ķes (existem “n” setups diferentes e grendes discuss√Ķes √° volta dos mesmos, no entanto esta foi a escolha feita). As bombas de circula√ß√£o mais tarde sofreram um upgrade para uma Vortech MP40W e o m√©todo de pinga pinga de kalk foi removido para utilizar m√©todo de Balling Light da Fauna marin, no entanto tudo o resto se¬†mant√©m.

O primeiro passo para fazer a montagem foi idealizar o Layout. Para tal, iniciou-se por pensar na forma que se queria que o layout tivesse e so mais tarde se tentou montar esse layout (ainda fora do aqu√°rio):

Assim que se conseguiu conjugar mais ou menos as peças, então passou-se para a montagem no aquário. As rochas foram enviadas por correio portanto não tive oportunidade de escolher o que queria, foi simplesmente conjugar de peças disponíveis. Simplesmente para a rocha morta pedi 4 plates grandes de forma a fazer efeito de escada e com muito espaço onde colocar corais.

Rocha ja dentro do aqu√°rio:

Nesta fase é necessário ter uma esponja para ir mantendo sempre as rochas molhadas. Estas estiveram a ciclar durante algumas semanas portanto é importante que esta fase seja extremamente rápida por forma a manter as colónias de bactérias que se formaram intactas. Para isso, é claro importante que o posicionamento das rochas ja esteja pre-definido de forma a sair um bom layout logo á primeira.

As rochas também foram assentes directamente sobre o vidro e so depois foi colocada a areia.

No final temos a rocha toda disposta dentro do aquário pronto ja para encher e igualmente introduzir a areia que foi previamente também passada por água para tirar algum lixo que viesse acumulado.

At√© chegar a este ponto n√£o se demorou mais que 30 minutos. A partir da√≠ foi-se enchendo o tanque at√© a rocha ficar totamente submersa. √Č igualmente importante ter previamente acumulado grandes quantidade de √°gua de osmose e a boas temperaturas, portanto o planeamento e o in√≠cio da montagem na verdade come√ßa muito antes. Temos que ter o layout planeado, produzir e armazenar √°gua de osmose salinada e aquecida e ter todos os equipamentos prontos para entrar em ac√ß√£o.

Este foi o resultado final obtido. Da para observar alguns filtros e aquecedores ainda tudo dentro do aquário. Foi somente do forma temporária até colocar a Sump 100% operacional.

√Ārea t√©cnica:

Nesta altura ainda extremamente desarrumada mas ja com os equipamentos instalados.

Finalmente o aqu√°rio 8 dias depois da montagem:

Portanto como √©¬†poss√≠vel¬†observar o processo de montagem n√£o √© muito complicado,¬†s√≥¬†tem que ser devidamente planeado todos os passos at√© chegar ao dia da montagem. ¬†Apesar de aqui n√£o estar exposto, mas √© necess√°rio tamb√©m previamente colar e instalar a tubagem e ligar todo o sistema que vai fazer o circuito entre o aqu√°rio e a Sump. √Č uma parte que tamb√©m tem que ser planeada com muito cuidado porque visto que os tubos s√£o colados ira depois ficar permanente e √© uma parte muito¬†sens√≠vel¬†a fugas de √°gua.

Aqui tentei indicar quais os pontos chaves para se obter uma boa montagem, obviamente que existem muitas outras coisas que aqui não estão expostas mas que têm que ser feitas obrigatoriamente e que são igualmente importantes, no entanto penso que o foque maior foi naqueles pontos onde é comum encontrar mais erros ou dificuldades ao montar o aquário.

Visit us on